sexta-feira, setembro 28, 2007

Gipsy Jazz Nucléaire

Buenas!
Depois de um sumiço tão grande que já tinha até virado desistência, volto - computador recuperado - pra trazer pra vocês "uma saudade feliz de Paris".

Acontece que, desde a reabilitação do meu pc tenho baixado quase que só gipsy jazz ou swing. Pois bem, os clássicos vieram e de repente... bandas atuais!

Pois é. Existem bandas novas fazendo gipsy jazz, criando, misturando, muito mais do que se faz no jazz-jazz (aquele que você escuta e afirma, sem a menor sombra de dúvida, que é jazz). Parece que no tédio da vida "pós"-moderna procura-se o menos óbvio pra fugir da mesmice, é claro, daí o gosto pelo swing. Afinal, que tipo de gente ouve swing?! Sinceramente, além de mim mesma não conheço ninguém que fique escutando swing como se fosse algo normal. Bem, Jazz talvez, mesmo não sendo o negócio dela (ainda bem, imagine se escutássemos as mesmas coisas?).

Mas enfim, pra quem é desse tipo de gente, ou pra quem quer se tornar um pouco menos sã(o), recomendo o swing em altíssima concentração e nas misturas mais inusitadas. E slainté!


O trio Les doigts de l'homme surge na França em 2002. A formação original era Olivier Kikteff na guitarra solo, Tanguy Blum nos baixos e Yann Castel na guitarra rítmica. Em 2003 lançam o primeiro disco "...dans le monde" e, em 2004, partem em turnê de 70 datas pela frança. Na nova formação, Marc Laverty nas guitarras de base. Neste disco quem toca é ele, mas neste ano entrou em seu lugar um novo guitarrista cujo nome ainda não descobri.

O site da banda vale a pena. É bonito, prático e tem música de fundo não-irritante e facilmente desligável (música de fundo em site é uma coisa que costuma me tirar do sério). Só um porém: é em francês e não existe por aí muito boa informação sobre a banda em outra língua.
Outro site que aconselho é o Django Station, com tudo o que há pra se saber de gipsy, manouche e maravilhas do tipo. Também em francês.

Sem mais enrolação, baixem e ouçam. Não tem como falar do disco e não estragar a surpresa.

Até.

Gipsy Jazz Nucléaire
1.métal hurlant
2.le boléro
3.el camino de lan plufur
4.mossieur ducon
5.la muchedumbre


link

ouvindo: Imitosis - Andrew Bird

Fiquem aí com uma prévia que é, ao mesmo tempo, "uma saudade feliz de Paris".


http://youtube.com/watch?v=gt7fuzgYrc4

6 comentários:

Anônimo disse...

e ai?
baixo onde?!

Anônimo disse...

Parceiro, já ouviu Paris Combo... assemelha-se ao som postado. abs

fernanda disse...

Muito bom!!! Você tem mais?

fernanda disse...

Ah! Obrigada!!!

tom disse...

olá,
o link não está mais funcionando...
tem como postar novamente?
valeu...

Benoit disse...

Ola , eu tenho me dedicado a tocar
o Jazz Manouche e montei um quarteto denominado Hot Club do Brasil

www.myspace.com/hotclubdobrasil